terça-feira, 30 de março de 2010

PA "CHARLES DE GAULLE" R91


Hoje tive o prazer de pilotar o navio-almirante da marinha de guerra francesa, o porta-aviões de propulsão nuclear "CHARLES DE GAULLE" que se encontra fundeado no rio Tejo em visita oficial até ao próximo sábado dia 03 de Abril.

Este é o segundo maior porta-aviões construído na Europa, e embora de dimensões ligeiramente menores, é bastante semelhante em desenho aos porta-aviões norte-americanos da classe Nimitz, sendo assim bastante diferente dos porta-aviões britânico e espanhol que também visitaram o Porto de Lisboa recentemente.


6 comentários:

Farinha disse...

Excelente imagem!
Peço-lhe que me disponibilize esta imagem ou mais alguma do porta aviões, para publicar no meu Blogue Com a respectiva referência ao autor.
Cumprimentos
Paulo Farinha
Email: pjmelichfarinha@sapo.pt

ncm disse...

Considere-a disponibilizada.

Cumprimentos,

ncm

Ludwig Krippahl disse...

Xiii...

Como é pilotar uma coisa destas? Mexe-se mesmo em algum comando, volante ou assim, ou é só dar indicações a uma data de gente acerca da rota a seguir?

ncm disse...

É mais do género : " That Way, Mr Sulu!"

Na realidade um porta-aviões comporta-se de forma semelhante a um navio convencional de dimensões iguais com a vantagem de normalmente possuir mais do que um hélice e ter um formato mais hidrodinâmico o que lhe permite uma maior capacidade de manobra a baixas velocidades.

Para pilotar navios destas dimensões é necessária uma equipa de navegação chefiada pelo Comandante devidamente assessorado pelo Piloto da Barra que na maior parte das vezes acaba por conduzir a navegação em nome do Comandante.

Ludwig Krippahl disse...

OK, assim está bem. É que senão a tentação de gritar "WOOOHOOOO!" e arrancar com aquilo pelo mar fora seria grande demais para resistir :)

ncm disse...

A concretização dessa suposta tentação tem um nome: Pirataria / Acto Terrorista - pelo que não me posso pronunciar acerca da existência ou não da mesma!